passaporte para fluencia em ingles banner

Aparelho faz o milagre de transformar textos em áudio

A Intel lançou no dia 11 de novembro de 2009 um novo portátil designado exclusivamente para auxiliar na leitura. O dispositivo que foi batizado de “Reader”, leva consigo uma câmera e um conversor automático de textos, que traduz textos impressos em uma forma digital, que pode ser lida na tela ou falada pelo sistema. Ou seja, ele é capaz de converter frases escritas em áudio. Além de ser útil para arquivar textos, o aparelho é voltado para pessoas com deficiência visual, sem ter contato necessariamente com o Braille, ou dislexia. Equipado com um processador Atom e com uma câmera de 5 mega pixels, o Intel Reader tira fotos de textos impressos, converte-os para o formato digital, para então “lê-lo” para o usuário. O fabricante estima que os 2 GB de memória interna do dispositivo seja capaz de armazenar 500 mil páginas de texto. Só para se ter uma idéia da capacidade do aparelho uma Bíblia comum tem uma média de 1.700 páginas. Já uma Bíblia de estado, como a Bíblia de Jerusalém, por exemplo, pode chegar perto das 2.400 páginas. O produto foi idealizado por Ben Foss, pesquisador da Intel, que tem dislexia - doença caracterizada por dificuldades nos processos de aprendizagem de leitura e escrita. O Intel Reader, por enquanto, só está disponível para o mercado dos Estados Unidos pelo preço de 1.500 dólares. De acordo com a assessoria de imprensa da empresa no Brasil, a Intel pretende trazer o produto em breve para o país. O aparelho tem uma tela básica para navegação e leitura. Ele pode ler livros no formato DAISY, e também lida com arquivos MP3 e WAV, incluindo os que não foram criados pelo Reader. A conexão com um computador é feita através de postas USB, tanto a padrão quanto a mini. A companhia espera que o “Reader” esteja disponível para comercialização dentre algumas semanas, não apenas para lojas do exterior mas também para o setor educacional. (por Marcelo Dutra)