banner aprenda ingles 728 x 90

Dia Mundial sem Tabaco 2009 previne e alerta sobre os males do fumo

A programação da mobilização do Dia Mundial sem Tabaco (este ano, em 31 de maio) mostra o empenho de um número crescente de pessoas, entre elas autoridades governamentais e profissionais de saúde, na promoção de atividades nacionais para o controle do tabagismo. As ideias de mobilização da sociedade em torno da causa anti-fumo incluem: ações educativas, distribuição de panfletos, folderes, projeção de filmes e documentários sobre os malefícios do tabaco, shows, dicas para parar de fumar sozinho, dramatização com julgamento teatral dos produtos do tabaco, entre outros. Este ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) escolheu o tema “Mostre a verdade - Advertências Sanitárias salvam vidas” para a celebração do Dia Mundial sem Tabaco. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), "a indústria do tabaco utiliza embalagens atraentes e sofisticadas para captar novos consumidores e para estimular que os fumantes continuem adquirindo seus produtos. Dessa forma, as fabricantes de cigarros desviam a atenção dos consumidores dos efeitos mortais e das graves doenças que seus produtos causam à saúde. Cada vez mais países estão exigindo que as embalagens dos produtos de tabaco tragam mensagens e imagens impactantes sobre os malefícios do tabagismo, o que é recomendado pela Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco. Alertar as pessoas sobre os verdadeiros riscos do tabagismo é fundamental para estimular que os fumantes parem de fumar e evitar que crianças e jovens se tornem dependentes da nicotina. Exigir advertências nas embalagens de produtos de tabaco é uma estratégia simples, barata e eficiente. Elas transmitem uma mensagem clara e imediata, e reduzem a aparência atraente dos maços e boxes de cigarros". O Instituto Nacional de Câncer (INCA), coordenador do Programa Nacional de Controle de Tabagismo, e as secretarias estaduais e municipais de Saúde estarão promovendo em todo país atividades e eventos em comemoração ao Dia Mundial sem Tabaco, "conscientizando a população brasileira sobre os riscos do ato de fumar e da fumaça ambiental do tabaco, bem como demonstrando a importância das advertências sanitárias como ferramenta essencial no controle do tabagismo". Na Região Norte, será exibido nas escolas o DVD com o documentário "Tabaco Conspiration - Indústria da Morte", que mostra os bastidores das indústrias de tabaco. Em alguns lugares haverá "Caminhada pelo Dia Mundial sem Tabaco", com distribuição de materiais educativos. A programação terá também palestras, troca de maços de cigarro por brindes, tand de Orientações sobre Educação em Saúde, apresentações musicais, de teatro, dança e circo, sorteios de brindes, entrega de certificados às pessoas que estão há mais de seis meses sem fumar, e até um "Festival de Grafitagem: Todos Contra o Tabagismo", além de enquetes e conferências sobre o tema. Diversas organizações oficiais estão participando. No Pará, um dos grupos compõe o Centro de Referência e Abordagem ao Tratamento do Fumante, localizado no hall de Cardiologia da Unidade estadual de Referência. Em Goiás, a Coordenação Estadual do Programa de Controle do Tabagismo. E setores das secretarias municipais de Saúde que contam com Programa de Controle de Tabagismo, através de equipe multidisciplinar, com médico, psicólogo e enfermeiro. No Rio de Janeiro, o Dia Mundial Sem Tabaco será marcado por uma semana inteira de atividades. Um ator fará performances em diferentes pontos da cidade dentro de um maço de cigarros de três metros de altura. A ideia é chamar a atenção para a necessidade de adoção de ambientes fechados 100% livres da fumaça do tabaco. O maço gigante estará de segunda a sexta-feira em diferentes bairros: dia 27, Central do Brasil; dia 28, PUC (Gávea); dia 29, Praça Floriano (Cinelândia); dia 30, Parque dos Patins (Lagoa); e dia 31, Avenida Atlântica. Na quinta-feira, 28 de maio, o INCA promove o seminário "Advertências Sanitárias nos Maços de Cigarros - Defesa ou Afronta à Dignidade Humana?". O seminário contará com uma apresentação do pesquisador canadense Geoffrey Fong, coordenador do The Internacional Tobacco Control Policy Evaluation Project (ITC), que atualmente envolve 19 países, incluindo o Brasil, e avalia o impacto de medidas relativas ao controle do tabagismo. Evidências e inovações relativas às advertências sanitárias nos produtos derivados de tabaco no Brasil e no mundo serão o tema do seminário, que ocorre dia 28, das 9h às 13h, no Ginásio Poliesportivo da Pontifícia Universidade Católica (PUC), na Gávea. As inscrições serão feitas no dia do evento, no local.