banner aprenda ingles 728 x 90

FAO alerta: um terço a mais de bocas para alimentar até 2050

Para o cristão que tem certeza de que a missão que recebeu de Jesus inclui amar e servir ao próximo como a si mesmo, indo ao encontro das necessidades reais de pessoas reais, um documento divulgado nesta quarta (23/9) pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) pode ser motivo de reflexão, oração, planejamento e ação. Diz o informe que oferece dados para debate entre especialistas, de maneira bem prática e direta: Até 2050 haverá um terço a mais de bocas para alimentar no mundo (2 milhões e 300 mil pessoas) e a produção de alimentos terá que aumentar em 70%! E ainda: uma utilização mais racional e eficiente da água será o fator chave para produzir estes alimentos a mais. Literalmente, o documento declara: "Produzir 70 por cento a mais de alimentos para 2.3 milhões de pessoas que serão acrescentadas à população mundial até 2050, ao mesmo tempo em que se combate a fome e a pobreza, se busca usar de forma mais eficiente os escassos recursos naturais e adapta-se às mudanças climáticas, serão os principais desafios da agricultura mundial nas próximas décadas".

 

Também dizem os especialistas que é preciso combater os "desequilíbrios e desigualdades e garantir que todo o mundo tenha acesso aos alimentos de que necessita e que a produção alimentar se realize de forma que reduza a pobreza e se tenha em conta as limitações dos recursos naturais. Segundo os últimos cálculos da ONU, a população mundial passará dos 6.8 milhões de pessoas de hoje a 9.1 milhões em 2050.

A Organização da ONU organizará um Fórum de Especialistas de Alto Nivel em Roma nos próximos 12-13 de outubro para discutir estratégias sobre "como alimentar o mundo en 2050". Servirá como preparação do terreno para a Cúpula Mundial sobre a Segurança Alimentar, que acontecerá também em Roma entre 16 e 18 de novembro. Mesmo sabendo que "a FAO é moderadamente otimista sobre o potencial do planeta para alimentar-se a si mesmo em 2050", a Igreja de Cristo deve estar usando estas ocasiões para refletir sobre seu papel na superação deste desafio mundial, especialmente em sua área de influência.

Leia mais no site da FAO (em espanhol).

Atualização em 28/9/2009:

ERRAMOS: No primeiro parágrafo, o certo são "2 bilhões e 300 milhões de pessoas" e não os "2 milhões e 300 mil". No segundo parágrafo, são "alimentos para 2.3 bilhões de pessoas" e não "para 2.3 milhões de pessoas". E, no quarto parágrafo, o certo é: "a população mundial passará dos 6.8 bilhões de pessoas de hoje a 9.1 bilhões em 2050", e não o que foi publicado: "dos 6.8 milhões de pessoas de hoje a 9.1 milhões". Pedimos desculpas a todos e agradecemos ao Márcio, de São Paulo, pelo comentário abaixo que nos alertou para o equívoco. Que este erro tão significativo em termos numéricos sirva para evidenciar, ainda mais, a necessidade que temos de orar e agir (individual e estruturalmente) por todas essas pessoas que sofrem com a fome no mundo.

Atualizada: Domingo, 07 Novembro 2010 17:06