banner passaporte para a fluência chave do plano para falar ingles

Brasil Sorridente, do Ministério da Saúde, amplia atendimento com unidades móveis

  • Por Ministério da Saúde
  •  

 

Veículos equipados com consultórios odontológicos vão levar saúde bucal a comunidades de áreas isoladas em 51 municípios. Investimento é de R$ 7,8 milhões. O Ministério da Saúde disponibiliza, a partir desta terça-feira (28), 51 Unidades Odontológicas Móveis (UOM) do Programa Brasil Sorridente para 51 municípios que integram os Territórios da Cidadania. Os veículos, equipados com consultório odontológico completo, irão ampliar o acesso ao tratamento dentário de populações localizadas em áreas rurais isoladas e com grande extensão geográfica. “Por determinação do presidente Lula, para que o Brasil Sorridente chegue da maneira mais capilarizada possível onde as necessidades se colocam com mais clareza, as unidades móveis estão sendo disponibilizadas, levando a prevenção e, também, o tratamento”, disse o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

 

Atualmente, somente nos 80 Territórios da Cidadania (locais com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e menor dinamismo econômico) são mais de sete mil Equipes de Saúde Bucal dedicadas a cuidar da saúde de 29 milhões de pessoas.

 

 

ESTRUTURA – Com capacidade para atender uma média de 350 pessoas por mês, cada Unidade Odontológica Móvel é composta por cadeira odontológica, kit de pontas (“motorzinho do dentista”), cadeira, refletor, amalgamador, fotopolimerizador (utilizado para preparar o material de restauração), raio-X odontológico e autoclave (usado na esterilização do material). As unidades também possuem ar-condicionado, pia para lavagem de mãos, reservatórios de água, armários e, acoplado ao veículo, uma espécie de carroceria para o transporte do gerador que fornece energia ao consultório móvel.

 

 

INVESTIMENTO – Para a aquisição de cada UOM equipada, o Ministério da Saúde investiu R$ 154,19 mil. Os 51 municípios beneficiados receberão R$ 4,68 mil por mês, do governo federal, para manutenção e despesas com cada unidade, além de uma parcela única de R$ 3,5 mil para a compra de materiais de consumo, como pinças, espelhos e curetas/espátulas. O valor anual do Ministério da Saúde, para custeio das unidades móveis, totaliza R$ 2,8 milhões. Para retirar os veículos de acordo com as condições legais, as prefeituras deverão indicar um profissional que será treinado para conduzir a unidade móvel e, ainda, enviar um caminhão-cegonha para o transporte das UOMs.

 

 

CRITÉRIOS – Os 51 municípios dos Territórios da Cidadania contemplados com as Unidades Odontológicas Móveis estão localizados em 15 estados. O Ministério da Saúde – em conjunto com o Ministério do Desenvolvimento Agrário – definiu como critérios de seleção os municípios com demandas prioritárias de ampliação do acesso à saúde bucal na atenção básica e o tempo de implantação das Equipes de Saúde da Família, além do tamanho e da densidade populacional destes. O objetivo foi distribuir as UOMs de forma equilibrada geograficamente, considerando as peculiaridades regionais.

 

Veja a lista dos municípios que vão receber as Unidades Odontológicas Móveis: