passaporte para fluencia em ingles banner

Egito: “Libertação de uma estrutura não pode levar a escravização por outra, seja ela política ou religiosa”

Um dos coordenadores do movimento que tenta construir uma Aliança Evangélica Brasileira, Valdir Steuernagel, fez um alerta e pedido de oração sobre aumento da violência contra cristãos no Egito após as mudanças na política interna. A iniciativa é saudável e baseada no texto bíblico de Hebreus 13.3 que diz: “Lembrem-se dos que estão sendo maltratados como se vocês mesmos estivessem sendo maltratados.” Leia, na íntegra.

“Convocação à Intercessão! Está é uma hora na qual o povo de Deus, no Brasil e em todo mundo, deve estar intercedendo pelos cristãos no Egito.

“É inegável que o povo de Deus esteja celebrando a libertação política que alguns dos países árabes estão experimentando neste momento da história. A própria dignidade humana de homens e mulheres criados à imagem de Deus nos convida a buscar por estruturas políticas livres e participativas. Nos convida, ainda, a denunciar as ditaduras presentes em tantos lugares do mundo e também em países árabes.

“Mas nós cremos também que a libertação de uma estrutura não pode levar a escravização por outra, seja ela política ou religiosa. É exatamente por isso que estamos profundamente preocupados pelos acontecimentos no Egito, que levaram a morte de vários cristãos num conflito com uma maioria muçulmana. Esse é um acontecimento assustadoramente preocupante, que denunciamos com vigor e a ele respondemos com a afirmação da liberdade religiosa para todos, incluindo as minorias cristãs no Egito.

“Este é também um acontecimento que nos leva a orar pelo Egito, como pais, e pelos cristãos que são tão cidadãos egípcios como todos os outros.

“É com profunda dor que acompanhamos o sofrimento da Igreja de Jesus Cristo em vários paises árabes e no Oriente Médio e oramos por eles. Oramos para que sejam consolados pelo Espírito Santo em meio ao seu sofrimento. Oramos para que o Corpo de Cristo global possa buscar formas concretas de apoio a estes irmãos. Oramos para que os cristãos no Egito sejam ativos participantes na reconstrução da estrutura política e de estado deste milenar pais.

“A Deus entregamos as nossas irmãs e irmãos do Egito, suplicando pelo seu consolo, resistência e participação pacífica na reconstrução da sua nação.

“Ouve, Senhor a nossa oração.

“Aliança Cristã Evangélica Brasileira - Valdir Steuernagel

“Abaixo você lê um depoimento e apelo por orações à igreja ao redor do mundo. Este apelo chegou às nossas mãos fazem apenas dois dias. Estamos omitindo o nome do/da irmão/irmã por cautela. Mas ele é verídico, pessoal e atual.

“Alguns de vocês devem ter ouvido, pelos noticiários, sobre os problemas que assolam a “favela de Manshiyit el Nasi”, aqui no Cairo. Mas talvez nem se deram conta de que se trata da mesma Mokattan Garbage Village (a Vila do Lixo) onde eu trabalho. Então resolvi contar os detalhes, pois precisamos de MUITA oração. Dez já morreram, muitos estão seriamente feridos e já foram queimadas oito casas e diversas fábricas.

“Ontem alguns jovens da vila resolveram expressar sua solidariedade para com as pessoas da igreja cóptica que foi incendiada na semana passada na periferia de Cairo. (Muitas casas e pequenas lojas foram igualmente queimadas pelos muçulmanos na mesma vila.) Num gesto de insensatez, eles desceram até a estrada que passa abaixo do morro e fizeram uma manifestação, inclusive atirando pedras nos carros que passavam e parando o trânsito. Quando o exército chegou e lhes pediram que não fizessem isso, eles obedeceram. Mas não saíram de lá e continuaram a manifestação, mesmo depois que o Padre Simão e muitos homens da vila foram lá e imploraram que eles voltassem para casa. Essa desobediência custou a muitos deles a própria vida.

“De repente, por volta das quatro da tarde, começaram a chegar das áreas vizinhas grandes grupos de jovens muçulmanos, que foram se juntando para atacar os cristãos. Em pouco tempo, havia milhares envolvidos na luta. Os agressores tinham todo tipo de armas, enquanto que os jovens da favela estavam munidos apenas de pedras. O exército, embora tenha mandado vários tanques, não fez absolutamente nada até tarde da noite. Testemunhas oculares contaram que os viram atirar para o alto indiscriminadamente.

“Naquela noite uma amiga que leciona na mesma escola que eu, na Vila, me ligou desesperada. A casa e a família dela estavam sendo ameaçadas, defendidas apenas pelos homens da vila. (Ela e o marido, um advogado, e os cinco filhos moravam numa bela casinha na periferia da vila.) Outras pessoas começaram a telefonar também pedindo ajuda e orações. Permaneci em contato com ela noite a dentro, até uma da manhã. Ela me contou que haviam incendiado sua casa e ela fugiu com as crianças para abrigar-se com os parentes. Ontem descobri que a casa foi totalmente saqueada antes de atiçarem fogo, e que fizeram o mesmo com as casas vizinhas, da sua irmã e da cunhada.

“Embora houvesse mais de 130 feridos, a maioria vítima de tiros e algumas em estado crítico, nenhuma ambulância nem carro de bombeiros chegou à vila até o amanhecer. Os dois hospitais da região, bastante precários, fizeram o possível para tratar dos feridos e muitas pessoas já foram levadas para os hospitais da cidade. Até agora, dez morreram – nove cristãos e um muçulmano que vive na vila e estava lá defendendo a sua casa.

“É óbvio que foi um ataque bem organizado e deliberado contra os cristãos e em particular contra os catadores de lixo. Hoje, dia 10 de março, ocorrerá o funeral de sete deles, na nossa igreja da vila. Orem conosco por conforto para as famílias e senso de segurança da parte de Deus. Orem também que os cristãos da vila não busquem vingança, principalmente aqueles que estarão no enterro.

“O Egito está passando por tempos muito difíceis e um sistema legal e de ordem em desintegração. O exército, embora seja a única autoridade “instituída” no momento, parece ser muito fraco e indeciso nesta hora. Apesar de a revolução ter trazido algumas mudanças boas e necessárias, ela causou também um grande colapso no tecido social, assim como no sistema econômico. Milhões de pessoas estão sem trabalho, em grande parte porque as empresas, os investidores e os turistas estrangeiros não voltaram mais. Naturalmente, tudo isso tem um impacto negativo sobre as pessoas que estão tentando, em vão, alimentar suas famílias, e tem gerado uma enorme inquietação social.

“Portanto, queridos irmãos, precisamos de oração – mas muita oração mesmo! É horrível ver o nosso querido país desmoronar desse jeito, gente passando fome e os cristãos sendo usados como bodes expiatórios para tudo isso. Precisamos que todo o corpo de Cristo no mundo inteiro leve estes problemas ao nosso soberano, todo-poderoso e amoroso Senhor.

“Desde já, agradecemos as suas orações. Com amor, (assinado pelo/a obreiro/a cristão em meio aos fatos).”

pergunta biblica estudo capa a capa w500