banner biblia sagrada estudo bibllico 728x90

Assassinatos no Afeganistão: Inaceitáveis protestos para um estúpido ato

 

Os inaceitáveis protestos de muçulmanos radicais do Afeganistão contra o estúpido ato de um pastor evangélico fundamentalista norte-americano já causaram dezenas de mortes, entre eles alguns funcionários da Organização das Nações Unidas em missão de paz naquele país. A Aliança Evangélica Mundial divulgou, na sexta-feira, 1, nota repudiando os acontecimentos. Leia, na íntegra.

 

“A Aliança Evangélica Mundial (WEA, de World Evangelical Alliance) condena os assassinatos de trabalhadores das Nações Unidas no Afeganistão e as ações de Terry Jones

 

“Com veemência, a Aliança Evangélica Mundial condena os assassinatos sem sentido dos trabalhadores das Nações Unidas no Afeganistão por parte daqueles que estavam protestando contra a queima do Alcorão por Terry Jones.

 

“Geoff Tunnicliffe, secretário-geral da WEA, falando em nome de 600 milhões de cristãos, disse: “Não importa o quanto nós discordamos e abominamos as ações de Jones, responder com violência nunca pode se justificar”. Tunnicliffe também está preocupado com outros atos de violência que ocorreram desde a queima do Alcorão. “Estamos profundamente entristecidos pelos ataques contra igrejas no Paquistão e as agressões contra os cristãos”.

 

“A Aliança Evangélica Mundial ressalta que Jones, que opera num pequeno grupo marginal, não representa os ensinamentos do Cristianismo e da Igreja Cristã. A Aliança já havia condenado em março as ações deste pequeno grupo responsável por queimar o Alcorão e, desde então, tem estado em contato estreito com líderes muçulmanos nos EUA sobre esta matéria. A WEA acredita que nenhum livro de qualquer comunidade de fé deva ser queimado ou profanado de forma alguma. A WEA também convida a todos os cristãos que se abstenham de atividades desrespeitosas e provocativas contra as outras religiões.

 

“A WEA está solicitanto aos líderes muçulmanos que conclamem suas comunidades a colocar um fim nesta violência. A WEA também está dizendo aos líderes muçulmanos que urge explicar claramente aos seus seguidores que as ações desse grupo extremista minúsculo que queimou o Alcorão são absolutamente condenadas pelos cristãos em nível mundial – e que esta ação não representa a verdadeira fé cristã dos dois bilhões de cristãos no mundo.

 

“A WEA manifesta suas sinceras condolências às famílias dos funcionários da ONU mortos neste ataque. E também convida sua comunidade global para orar pela paz e pelo fim de toda esta violência.”

 

Outra que fez pronunciamento sobre os mesmos trágicos acontecimentos foi a Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos. A nota foi divulgada no dia 2, logo depois do texto da WEA, e segue na mesma direção. Nela, o presidente Barack Obama diz: “A profanação de qualquer texto sagrado, incluindo o Alcorão, é um ato de extrema intolerância e fanatismo. No entanto, atacar e matar pessoas inocentes em resposta a isto é escandaloso, e uma afronta à decência e dignidade humanas. Nenhuma religião tolera o abate e a decapitação de pessoas inocentes, e não há nenhuma justificativa para tão desonroso e deplorável ato”.

pergunta biblica estudo capa a capa w500