banner aprenda ingles 728 x 90

Rio 2016: oportunidades coletivas, individuais e missionárias

  • Por Lenildo Medeiros
  •  

olimpiadRio2016web2

As Olimpíadas do Rio de Janeiro continuam em contagem regressiva. Em 5 de agosto, por exemplo, foi alcançado o ponto em que se podia dizer exatamente: “faltam 5 anos...”. E uma celebração da marca do calendário aconteceu com cerimônia que teve a presença de membros do Comitê Olímpico Internacional para reforço de compromissos, apresentação de relatórios de atividades, avaliações gerais e mais planejamento conjunto. Aproveitando o momento, a Soma relacionou abaixo alguns links importantes para você se manter informado oficialmente dos preparativos da organização, do andamento das obras e das programações relacionadas com o megaevento. Se você ainda não sabe inglês, dê o seu jeito (existem ferramentas de tradução automática na internet e cursos gratuitos em vários sites).

Tais fontes de informação são de extrema importância porque, para além do que disse o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, sobre “os ganhos intangíveis decorrentes dos Jogos, incluindo um debate maior sobre a sustentabilidade e acessibilidade, o crescimento das práticas esportivas da população, a elevação do status do turismo carioca e brasileiro, a redescoberta e reconhecimento da cultura do Brasil, e o aumento da autoestima dos brasileiros”, há também muitas oportunidades de ganhos individuais se oferecendo com a proximidade da Rio 2016, tais como chances de novos negócios, trabalho e emprego, lazer, contatos internacionais etc.

 

E, mais importante ainda, as Olimpíadas representam, para a Igreja brasileira, portas escancaradas para missões mundiais a custos muito mais baixos do que o das estratégias tradicionais.

 

Assim, você pode aproveitar estes links de fontes oficiais de informação para entender melhor como funciona a organização de um evento das proporções de uma Olimpíada, lendo sobre temas como: ingressos, acomodações de atletas e credenciamento e cerimonial, arenas, estádios e vilas olímpicas, as mudanças na cidade, a questão dos transportes, tudo em função do público-alvo que se divide em: atletas e comissões técnicas, oficiais das delegações de todo o mundo, organizadores do evento, imprensa, espectadores, turistas nacionais e internacionais.

 

Por tudo isso, esteja atento diariamente às informações e oportunidades anunciadas (e implícitas), para se antecipar e realizar os investimentos necessários, em todos os sentidos, para maximizar o retorno que o momento esportivo brasileiro oferece, seja em termos individuais quanto coletivos, e do Reino de Deus (como se tudo isso pudesse ser separado... mas, vá lá... apenas para ajudar no entendimento, ficam separados).

 

Agora, os links:

 

Em inglês:

  • Página da Rio 2016 no Comitê Olímpico Internacional.
  • Contatos da Organização Local dos Jogos:
  • E como acompanhar, mesmo de longe, os preparativos das olimpíadas de Londres 2012 pode dar boas ideias e pistas do que fazer e como aproveitar as oportunidades da Rio 2016, segue link dos jogos ingleses no COI e da organização local. Exemplo disto é uma notícia de 15/8 sobre Londres que informa que eles estão procurando voluntários para as coreografias da Cerimônia de Abertura deles em 2012. Isto faz lembrar que haverá essa necessidade também no Brasil em 2016, e começar a procurar uma vaga desde já pode tornar o sonho de participar da festa lá de dentro um pouco mais realizável.

 

Em português:

Última atualização: Quinta, 19 Abril 2012 16:21