banner aprenda ingles 728 x 90

Conferência mundial Aids 2012 busca mudança de curso

aids2012w1A busca de novas estratégias para acabar com a epidemia da AIDS, que completa 30 anos, através de avanços nos testes, tratamento e prevenção estão no topo da agenda da XIX Conferência Internacional de AIDS. O evento vai de 22 a 27 de julho e volta aos Estados Unidos, após 22 anos, como resultado na mudança na política anterior de restrições de entrada no país de pessoas portadoras do HIV. Uma das plenárias da conferência terá o discurso da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, no dia 23, em Washington. Realizada a cada dois anos, a conferência está em sua 19a edição, e desta vez tem como tema "Mudando o curso (invertendo a situação) juntos". Reúne especialistas de diversos países, entre cientistas, militantes, políticos e pessoas que convivem com o vírus. O tema também atrai religiosos que buscam ajudar os portadores de HIV e seus familiares, bem como propor medidas de prevenção.

Embora a cura da Aids esteja ainda longe de ser uma realidade, a divulgação de notícias de que avanços no tratamento podem impedir novas infecções pelo HIV alimentou renovadas esperanças recentemente. Como já tem sido divulgado, graças a drogas que podem controlar o vírus durante décadas, a Aids não é mais uma sentença de morte. E as novas infecções caíram 21 por cento desde o pico da pandemia em 1997. Avanços na prevenção - através de programas de circuncisão voluntária, prevenção de mãe para filho de transmissão e tratamento precoce - trazem a promessa de reduzir essa taxa ainda mais.

Os organizadores estão oferecendo uma forma virtual para uma comunidade participar das principais palestras de especialistas e dos materiais compartilhados no evento. Veja os detalhes. É uma espécie de conferência da Aids 2012 virtual, em rede.

Um resumo das palestras e principais acontecimentos no blog e nas redes sociais.

Um dos participantes publicou neste blog do evento um balanço dos resultados alcançados até aqui pela conferência internacional da Aids: "Temos as melhores opções de tratamento que tornam possível imaginar um mundo sem HIV. Muitos países trouxeram leis progressistas que defendem a dignidade de todas as pessoas independentemente do resultado de seu teste de HIV. Mais crianças estão nascendo livre do vírus do que em qualquer outra época da epidemia. Nós continuamos a ver avanços na prevenção do HIV... Mas esta é, naturalmente, apenas uma parte da história: em muitas partes do mundo o estigma do HIV persiste. Os mais afetados pelo vírus muitas vezes vivem sem dignidade: eles não têm acesso aos medicamentos de que necessitam para se manter saudáveis, os seus comportamentos são criminalizados, e eles são pobres, sofrem com a fome e morrem cedo. Para essas pessoas, o HIV é estrutural, é parte dos determinantes sociais e políticos que moldam as suas vidas. Para eles, o HIV é uma sentença de morte, apesar das muitas mudanças e avanços que você vai ouvir falar durante a conferência de 2012".

Para aqueles que quiserem se antecipar nos preparativos para estar presente, a conferência internacional da Aids 2014 será em Melbourne, na Austrália, de 20 a 25 de julho. www.aids2014.org

Voltando a de 2012, veja aqui a programação completa e mais notícias.

Atualizada: Quarta, 18 Julho 2012 11:02