banner passaporte para a fluência chave do plano para falar ingles

Migrantes usam táticas e buscam redes de contato, inclusive na religião, para sobreviver em São Paulo

  • Por Agência USP
  •  

"Moradores de São Paulo que vieram de outros estados desenvolvem astúcias para conseguir se estabelecer na metrópole.

Essas astúcias envolvem a busca por redes de contatos, como organizações não governamentais e associações locais e/ou religiosas, que orientam questões como a obtenção de vagas em creches, empregos, moradias para locação, assistência de saúde, entre outros. "Essas associações atuam onde o Estado está ausente" diz a psicóloga Luiza Fernandes Ferreira, autora de um estudo sobre o tema apresentado no Instituto de Psicologia (IP) da USP."

Este é um trecho da matéria da Agência USP sobre estudo de psicóloga a respeito da vida dos migrantes na capital paulista. Continue lendo no site da USP.

Atualizada: Quarta, 26 Novembro 2014 08:42