banner passaporte para a fluência chave do plano para falar ingles

Motivos de oração: internos, funcionários e familiares

  • Por Clipping
  •  

oracao-presos-funcionarios-familiares-w1

Veja a seguir uma coletânea de tristes notícias a respeito de presídios, presos, funcionários do Sistema Penitenciário e familiares de ambos, em unidades de vários estados brasileiros. As notícias são suficientes para relembrar-nos da necessidade de orar pelas pessoas envolvidas nestes contextos e pela mudança de mentes e estruturas que proporcionam tão nefastas situações. Clique, leia, informe-se, ore e, quando em posição de poder agir, faça isso!

Penitenciárias do Maranhão terão reforço da PM por tempo indeterminado.
Relatório do CNJ aponta crise prisional no Estado do Maranhão, com 60 mortes nos presídios maranhenses, incluindo três decapitações, apenas em 2013. Divulgado no último fim de semana de 2013, o documento, produzido com base em inspeções feitas por integrantes do CNJ e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), também indica que as unidades estão "superlotadas e já não há mais condições para manter a integridade física dos presos, seus familiares e de quem mais frequente os presídios de Pedrinhas". Atualmente há 2.196 detentos no local, que tem capacidade para 1.770 pessoas. (Fonte: Agência Brasil)

Reeducandos fogem do presídio Cyridião Durval em Maceió.
Fuga ocorreu no módulo 4. Dos 39 fugitivos, 13 foram recapturados. Apenas 4 agentes tomavam contam do módulo que apresenta superlotação. Familiares: "Meu fillho errou, mas é desse jeito que vai ser melhor? Os presos aí são tratados como bicho. Estou aqui sem nenhuma notícia e preocupada porque o Bope entrou no módulo", disse a dona de casa Severina Viana. Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen): a categoria vai retomar as mobilizações para cobrar do governo do Estado a realização de concurso. "Hoje são 4 agentes para cuidar de 800 presos por plantão. Algo que é completamente inviável". Um dia após a fuga em massa de reeducandos do presídio de segurança máxima Cyridião Durval, em Maceió, mais seis funcionários escalados para o plantão deste domingo (29) não compareceram ao plantão. Duas das faltas foram verificadas no Cyridião. (Fonte: G1 Alagoas)

Presos da carceragem da 9ª Subdivisão fazem 'greve'.
Presos recolhidos no minipresídio da 9ª Subdivisão Policial de Maringá (SDP) estabeleceram uma espécie de "greve jurídica". O movimento teria começado há uma semana. Por determinação de uma facção que controla os principais presídios do Estado, os detentos estão proibidos de receber assistência jurídica ou assinar procurações para advogados. A estratégia do movimento é travar a concessão de alvarás, gerando problemas para a administração. Fontes da Polícia Civil explicaram que o objetivo do movimento é superlotar a cadeia pública e, consequentemente, colocar em risco a segurança na unidade, facilitando rebeliões e planos de fuga. Ainda de acordo com as fontes, os presos encaminharam uma carta à direção do presídio e à Vara de Execuções Penais (VEP) reivindicando o mesmo tratamento dispensado nas penitenciárias e casas de custódia, além de uma série de regalias, como permissão para fumar nas celas, liberação do uso de geladeiras e fogões improvisados, além de outros benefícios. Na carta, os presos fazem um alerta: "Se tá ruim para nós, vai ficar ruim pra vocês." (Fonte: O Diário de Maringá)

Agente penitenciário executado pode ter sido morto a mando de presos.
Crime aconteceu em 2012 durante trabalho externo no Presídio de Guaxupé, MG. Carta assinada por colegas da vítima conta detalhes e aponta falhas. Segundo os 11 agentes penitenciários que assinaram o documento, cerca de duas semanas antes da execução, pairava a ameaça de que algo estava para acontecer com algum agente no trabalho externo. A ameaça viria de uma liderança de presos da unidade. (Fonte: G1 Sul de Minas)

Mutirão carcerário do CNJ concedeu mais de 5,4 mil benefícios em 2013.
Cerca de 16% dos casos analisados eram de detentos que já deveriam ter benefícios. O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) realizou, em 2013, mutirão carcerário nos Estados do Rio Grande do Norte, Piauí, Ceará, Amazonas e Alagoas. Do total de 33.701 processos analisados, 5.415 (16%) eram de detentos que já deveriam estar em gozo de benefícios previstos na legislação penal brasileira, como progressão de regime de cumprimento de pena e liberdade. A força-tarefa também inspecionou unidades prisionais nos Estados, onde, segundo o CNJ, foram verificadas mazelas comuns a todo o sistema carcerário nacional, que hoje tem a custódia de cerca de 560 mil detentos: prisões superlotadas, altos índices de presos provisórios (ainda não julgados), insalubridade, violência interpessoal, deficiência na atenção à saúde dos presos, estrutura precária das unidades prisionais e irregularidades na atenção a detentos portadores de transtornos mentais. No Ceará, onde o mutirão ocorreu no período de 6 de agosto a 13 de setembro, o CNJ encontrou um homem de aproximadamente 80 anos que, embora com a liberdade decretada pela Justiça em 1989, era mantido em uma unidade prisional da região metropolitana de Fortaleza, entre portadores de transtornos mentais que cometeram atos infracionais. A força-tarefa comunicou o fato às autoridades locais, e o idoso, sem o apoio de familiares, foi transferido para um abrigo administrado pelo governo estadual. Outro caso ocorreu em Alagoas, que recebeu o mutirão carcerário do CNJ de 4 de novembro a 6 de dezembro. No Presídio do Agreste, zona rural do município de Girau do Ponciano, a 160 quilômetros de Maceió, a força-tarefa verificou que, em função do racionamento de água, os presos eram obrigados a passar sede por até cinco horas. (Fonte: Agência CNJ de Notícias)

Agente prisional é detido em MT por tentar facilitar fuga de preso - Globo.com
Um agente prisional foi detido na manhã desta quinta-feira (26) suspeito de tentar ajudar na fuga de um detento, da Cadeia Pública de Cáceres

Presos fogem de Unidade Prisional de Ressocialização - Globo.com
Na noite dessa quarta-feira (25), dois presos escaparam da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) do Olho d'Água, em São Luís.

Ex-presidiário é encontrado morto na zona Oeste de Boa Vista - Globo.com
O ex-presidiário Clebson Martins da Silva, de 31 anos, mais conhecido como "Bibiu", foi encontrado morto na madrugada deste domingo (29).

Folha do Sertão: Presidiário dava as ordens para execução de pessoas e comandava o tráfico de dentro do Presídio, na PB.

Atualizada: Quinta, 02 Janeiro 2014 10:42