banner biblia sagrada estudo bibllico 728x90

"As drogas mataram o Rei do Pop?", pergunta o jornal Daily Telegraph

Um dos principais jornais da Europa publicou em sua cobertura sobre a morte do cantor Michael Jackson (em 25/6, aos 50 anos) a íntegra da declaração do irmão do cantor, Jermaine, em entrevista coletiva ainda no hospital, confirmando o fato. Relata o jornal Daily Telegraph o que disse o familiar do astro: "Meu irmão, o lendário Rei do Pop, faleceu na quinta-feira, 25 jun às 2:26h. Acreditamos que ele sofreu um ataque cardíaco em sua casa, no entanto, a causa de sua morte é desconhecida até que os resultados da autópsia sejam conhecidos. O pessoal da equipe médica que estava com ele no momento tentou ressuscitá-lo". O jornal também perguntou, em manchete no dia seguinte ao falecimento do astro: "As drogas mataram o Rei do Pop?" No subtítulo, o diário inglês informou: "A parada cardíaca de Michael Jackson foi provavelmente o resultado do abuso de drogas analgésicas, disse o advogado da família, que declarou que o cantor era viciado em auto-medicação contra dor". As indicações de dependência de analgésicos também foi mencionada na matéria citando relatos de que o cantor estava tomando Demerol, uma poderosa medicação semelhante à morfina, e os opiáceos Dilaudid. Mas ressaltou que somente após exames toxicológicos e autópsia tais informações poderiam ser confirmadas.