Até na morte, Billy Graham ensina lições a pastores e líderes

O abençoado e abençoador evangelista Billy Graham foi estar com o Senhor Jesus. Depois de uma vida exemplar e um ministério cristão de muita influência em todo o mundo, ele morreu aos 99 anos, em sua casa na Carolina do Norte, de causas naturais, segundo o porta-voz da família.

Foi um pastor que orou com cada presidente dos EUA desde Harry Truman. Foi, por décadas, conselheiro de presidentes, reis e rainhas, e guiou toda uma geração de evangélicos norte-americanos, estendendo sua orientação para pessoas de outras nacionalidades.

A fama sem perda de autoridade espiritual e respeitabilidade

Billy Graham costumava aparecer nos resultados das pesquisas de opinião pública como um dos "dez homens mais admirados do mundo".

Pregava com grande autoridade espiritual, sem perder a humildade e reconhecendo sempre que o poder é, sempre foi e será de Deus.

Missão clara, compromisso intenso

"Meu único propósito na vida", disse ele, "é ajudar as pessoas a encontrar um relacionamento pessoal com Deus, o que, creio eu, vem através do conhecimento de Cristo".

Através de suas mensagens, um número gigantesco de pessoas se converteram ao Evangelho e viveram sob o Senhorio de Cristo.

Abrangência mundial

No Brasil, no estádio do Maracanã, pregou no Congresso da Aliança Batista Mundial em 1960, e, em 1974, realizou uma das maiores cruzadas evangelísticas de sua história, com cerca de 200 mil pessoas.

Entre 2007 e 2008, um projeto da Associação Evangelística Billy Graham, o Minha Esperança Brasil, também marcou a história do líder em território verde-e-amarelo. Na ocasião, 40 mil igrejas e 300 mil lares participaram de um movimento de evangelização intensa.

Segundo cálculos, ele evangelizou quase 215 milhões de pessoas, de mais de 185 países, ao longo de seis décadas.

Simplicidade é o caminho

William Franklin Graham Jr. nasceu em 7 de novembro de 1918 em uma fazenda em Charlotte na Carolina do Norte.

Foi ordenado pastor batista em 1939.

Casou-se com a presbiteriana Ruth McCue Bell em 1943. Tiveram 5 filhos, 19 netos e muitos bisnetos. Ruth foi estar com o Senhor antes, em junho de 2007, após 64 anos de casamento.

Organização e trabalho

Em 1950, deu início ao ministério mais efetivo mundialmente, com a fundação da Associação Evangelística Billy Graham, sediada em Minneapolis, Minnesota (depois mudou-se para Charlotte em 2003).

Liderou movimentos de evangelismo e discipulado na TV, no rádio e através de uma revista e 29 livros de sua autoria.

Como Terminar Bem

A obra do já saudoso Billy Graham deixa pistas de como ser um líder evangélico influente e abençoador.

Não é à toa que seu último livro, de 2011, tem o título: "A Caminho de Casa: Vida, Fé e Como Terminar Bem".

Mas, talvez, o que vai acontecer mais uma vez, é o que tem se repetido em nossa geração, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil e no mundo...

Cada vez menos referências

A ausência de pessoas que substituam aquele líder que se foi pela idade. O vácuo de liderança. A falta de novos líderes com representatividade, autoridade espiritual genuína e em quem se pode confiar.

Foi assim com o teólogo britânico, Reverendo John Stott. Será assim com Billy Graham.

Parece que nossa geração desaprendeu como ser pastor, pregador, servo de Deus. Está difícil confiar em alguém no mundo de hoje.

Veja o que disseram sobre o evangelista Billy Graham:

Seu filho, Franklin Graham:

"Meu pai, Billy Graham, foi perguntado: "Onde está o Céu?" Ele respondeu: "O Céu é onde Jesus está e eu vou para Ele em breve!" Esta manhã, aos 99 anos, ele partiu para este mundo na vida eterna no Céu, preparado pelo Senhor Jesus Cristo - o Salvador do mundo - a quem ele proclamou por quase 80 anos. Nossa família, os colegas, parceiros fiéis do ministério e, sim, muitos ao redor do mundo, vamos sentir saudades. Mas que alegria por ele ser recebido por Deus Pai e se reunir com a minha mãe na presença de Jesus que proclama a paz às almas pela eternidade.

"E você? Quando você sair deste mundo, você sabe com certeza onde você vai passar a eternidade? Você pode conhecer isso hoje. Jesus disse: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16). Aquele que conforta as almas cansadas nos deu esta promessa: "Não se turbe seu coração; Você acredita em Deus, acredite também em Mim ... Eu vou preparar um lugar para você ... Eu irei novamente e o receberei para mim mesmo; para que, onde eu estou, você pode estar também"(João 14: 1-3)."

Donald J. Trump, atual presidente dos Estados Unidos (Republicano):

O GRANDE Billy Graham está morto. Não havia ninguém como ele! Os cristãos e pessoas de todas as religiões sentirão muito sua falta. Um homem muito especial.

Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos (Democrata):

Billy Graham era um servo humilde que orou por muitos - e alguém que, com sabedoria e graça, deu esperança e orientação a gerações de americanos.

Atuais líderes do movimento Lausanne, de evangelização mundial:

"Agradecemos a Deus pela longa e frutífera vida de Billy Graham, fundador do Movimento de Lausanne, neste momento em que ele se junta à "grande nuvem de testemunhas", pela sua extraordinária influência e pelo modelo que ele deixa de uma vida bem vivida e uma corrida bem executada.

"Que o Espírito Santo use a vida e a morte do Dr. Graham para, em suas próprias palavras, "aumentar o fardo sobre cada um por causa de um mundo perdido e moribundo, fazendo com que você se desperte e se rededique à prioridade e a urgência do evangelismo".

"Aqueles que são sábios resplandecerão como o brilho dos céus, e os que levam muitos à justiça, como as estrelas pelos séculos dos séculos." - Daniel 12: 3.

"O ministério evangelístico ungido de Billy Graham foi acompanhado por uma perspicácia de mentalidade e visão notória.

"Em 1960, Billy Graham convocou um pequeno grupo de líderes e influenciadores em Montreux, na Suíça, para discutir formas de trazer uma maior unidade entre os evangélicos. Ele escreveu:

"Depois de ouvir vários dias de discussão e debate - e depois de muito tempo juntos em oração - fiquei convencido de que os evangélicos hoje nunca se reuniriam, exceto em torno de uma palavra: o evangelismo".

"Isso levou ao planejamento do Congresso Mundial de 1966 sobre Evangelismo com Carl Henry e outros (Berlim, 26 de outubro a 4 de novembro de 1966).

"Berlim, 1966, forneceu um fórum para o crescente movimento evangélico mundial, que atuaria como sucessor espiritual da Conferência Missionária Mundial de 1910 em Edimburgo.

"A abertura de Billy Graham em Berlim foi clara e apaixonada:

"Os elementos do fogo espiritual estão aqui e poderiam tornar este Congresso significativo na história da Igreja como a Conferência Missionária Mundial que se realizou em Edimburgo em junho de 1910. Precisamos de uma maior compreensão do mundo em que trabalhamos. Precisamos de uma maior união entre os obreiros. Precisamos de uma maior dinâmica. Não precisamos de novas organizações e movimentos. Não precisamos de nenhuma nova mensagem. Mas precisamos de uma doação de poder sobrenatural, cada vez maior, para a realização de nossa enorme tarefa de evangelizar a nossa geração. Precisamos de um maior entusiasmo.

"Se a Igreja cristã pudesse estar com tal entusiasmo pelo Evangelho de Cristo, com o espírito de devoção ardente à Pessoa de Cristo, e com uma paixão irresistível pelas multidões que ainda estão fora de Cristo, poderíamos mudar nosso mundo."

"Cinco anos depois, em 1971, o Dr. Graham convocou uma reunião para discutir a possibilidade de outra reunião para avaliar o progresso desde 1966 e analisar mais profundamente os principais problemas mundiais - políticos, ideológicos, teológicos - à medida que se baseiam na evangelização. Alguns meses depois, o planejamento começou para a reunião, que aconteceria em 1974 em Lausanne, na Suíça. Foi nomeado Congresso Internacional sobre Evangelização Mundial (mais tarde chamado Lausanne 1).

"Em seu discurso de abertura no histórico Lausanne I, Billy Graham descreveu quatro realizações que ele esperava ver:

"Eu gostaria de ver o Congresso enquadrar uma declaração bíblica sobre evangelismo".
"Eu gostaria de ver a Igreja desafiada a completar a tarefa da evangelização mundial".
"Confio em que podemos afirmar o que é o relacionamento entre evangelismo e responsabilidade social".
"Espero que uma nova 'koinonia' ou comunhão entre evangélicos de todas as convicções seja desenvolvida em todo o mundo. Espero que se desenvolva aqui o que eu gostaria de chamar de "espírito de Lausanne".

"A reunião durou dez dias e atraiu cerca de 2.400 líderes evangélicos convidados de 150 países. Lausanne foi descrito como "um fórum formidável, possivelmente o encontro mais abrangente de todos os cristãos", um congresso que "notificou o vigor de um cristianismo conservador, resolutamente bíblico, fervorosamente missionário".

"Quando entrevistado para a edição de agosto de 2006 da Newsweek, Billy Graham foi questionado sobre o que ele sentia ser seu legado mais duradouro. Ele arriscou que tivesse sido o resultado do Congresso de Lausanne de 1974.

"O comentário nunca foi publicado, talvez devido ao elemento surpresa, ou, provavelmente, a explicação necessária para o leitor da Newsweek."

Mas vale a lembrança neste dia em que Graham passou a estar com o Senhor Jesus.

Mais notícias do funeral de Billy Graham, acesse:

https://memorial.billygraham.org/

Atualizada: Quinta, 03 Maio 2018 10:43