pregacoes evangelicas passo a passo

Megaempresário é criticado por proposta de política global de controle de natalidade

O fundador da CNN, Ted Turner, pediu aos líderes mundiais no domingo, 5/12, para enfrentar a crise do aquecimento global, reduzindo drasticamente o número de pessoas no planeta. Para ele, o próprio futuro da humanidade estava em jogo e é necessária a adoção imediata de uma política global de filho único, de controle da natalidade. Ressaltou que não estava propondo que uma gravidez não planejada fosse vista como um ato criminoso, e muito menos que as mulheres que violassem a política fossem obrigadas a realizar abortos e esterilizações. Mas defendeu a atuação da China nesta área, dizendo que eles também não agem assim. O presidente do Population Research Institute (Instituto de Pesquisas Populacionais), Steven W. Mosher, discorda.

Mosher critica duramente Turner afirmando que essa abordagem do problema feita pelo megaempresário é absurda. “Em seu pânico sobre o aquecimento global, Turner, aparentemente, não está muito distante do controle populacional forçado da China, em que a polícia de controle populacional prende, sim, as mulheres pelo crime de estarem grávidas, sem julgamento, considera as crianças ilegais, e as força a abortar”. Mosher diz que o “voluntarismo” para programa de controle da população simplesmente não existe.

 

"A política só é voluntária até que alguém se recusa a se submeter à faca. Nesse momento, o pretexto de “voluntarismo" é abandonado, as ameaças começam, e esterilizações forçadas acontecem. CNN relatou histórias assim, conclui Mosher, "mas, aparentemente, Ted Turner não assiste nem a rede de notícias que ele fundou”.

Atualizada: Domingo, 20 Julho 2014 00:46