banner biblia sagrada estudo bibllico 728x90

Quase 500 mil novos casos de câncer no Brasil em 2010

  • Por Lenildo Medeiros
  • Publicado em saúde
  •  

Uma das experiências mais difíceis para as famílias, e também para aqueles líderes cristãos que realizam o trabalho de visitação em hospitais, continuará muito presente na experiência pastoral das igrejas em 2010. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), em sua Estimativa 2010 – Incidência de Câncer no Brasil, "são esperados para o próximo ano 489.270 novos casos de câncer. O mais incidente será o câncer de pele não-melanoma, com 113.850 casos. Em seguida vêm os tumores de próstata (52.350); mama feminina (49.240), cólon e reto (28.110) e pulmão (27.630)".

A Estimativa é produzida pelo INCA a cada dois anos, a partir das informações coletadas pelos Registros de Câncer de Base Populacional existentes no Brasil. Quem já teve algum familiar com a doença, ou já deu seu apoio a alguma família naquela situação em que o motivo da internação é o câncer em estado terminal, sabe a dificuldade experimentada por todos. Muitas vezes a família (e algumas vezes também o paciente) fica sabendo com semanas de antecedência que não há nada mais a fazer e que é só esperar a morte. O sofrimento é enorme e, nessas horas, não há palavras que realmente confortem, apenas a oração trazendo esperança e a presença solidária para aliviar a dor. Os dados do INCA podem auxiliar aqueles que atuam no apoio aos pacientes e seus familiares.

O diretor-geral do INCA, Luiz Antonio Santini, frisou a importância da Estimativa para que os gestores de saúde possam definir quais políticas devem ser implementadas, de acordo com os tipos de câncer mais incidentes em cada estado ou região. “As estimativas mostram que a distribuição geográfica dos novos casos de câncer não é uniforme. As informações da Estimativa abrem oportunidades para a prevenção”, afirmou. Mas tais informações também podem estabelecer programas de pregação que ajudem a congregação a dar apoio emocional, orar e também aprender o que é possível fazer para prevenir a doença. Os especialistas do INCA "enfatizaram que em torno de 30% a 40% dos novos casos de câncer poderiam ser evitados com mudanças de hábitos e comportamentos de risco, como eliminação do tabagismo, redução na ingestão de bebidas alcoólicas, proteção contra a radiação solar, prática de atividade física e alimentação equilibrada, priorizando o consumo de frutas, legumes e verduras e reduzindo o de gorduras".

Seguem outros trechos do informe do INCA: "O coordenador de Prevenção e Vigilância do INCA, Cláudio Noronha, explicou que, apesar de os homens adoecerem mais de câncer, o número absoluto de casos é maior entre as mulheres. “O câncer é uma doença do envelhecimento. E como a expectativa de vida entre as mulheres é mais alta, existem mais mulheres na terceira idade do que homens”. No total geral, são esperados 192.590 (51,3%) casos novos de câncer em mulheres em 2010 e 182.830 (48,7%) entre os homens. "Noronha informou que, à exceção do câncer de pele não-melanoma (tipo de bom prognóstico, muitas vezes tratado no ambulatório), os casos de câncer de pulmão ocupam o segundo lugar entre os homens no Brasil e nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. No Norte e no Nordeste, esse tipo de câncer ocupa a terceira posição, enquanto em segundo lugar estão os tumores de estômago. "Entre as mulheres também há diferenças regionais. O câncer de mama é o mais incidente no Brasil e nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. No Norte, a liderança fica com o câncer do colo do útero. As taxas brutas (número de pessoas que podem desenvolver uma determinada doença num universo de 100 mil habitantes) também variam bastante, mesmo quando a comparação é entre um único tipo de câncer ocupando posição idêntica no ranking regional. "O câncer de próstata ocupa a primeira posição em todas as regiões brasileiras, mas a taxa bruta triplica quando se compara a incidência esperada na Região Norte (23,7%) com a Região Sul (69,4%). A taxa bruta para o câncer de mama no Sul (64,3%) e no Sudeste (64,5%) é praticamente o dobro da esperada para o Nordeste (30,1%) e o Centro-Oeste (37,7%)." Dia Nacional de Combate ao Câncer: 27 de novembro De acordo com Portaria do Ministério da Saúde, o Dia Nacional de Combate ao Câncer foi instituido com a finalidade de "evocar o importante significado histórico das Entidades de Combate ao Câncer, de consagração aos inumeráveis e valiosos serviços prestados ao país e proporcionar importante mobilização popular quanto aos aspectos educativos e sociais na luta contra o câncer".

* Por Lenildo Medeiros, com informações e trechos de texto da assessoria do INCA.

Atualizada: Quarta, 18 Agosto 2010 21:36

Missões Urbanas

Assine agora! Boletim especial gratuito Soma Missões Urbanas!

banner missoes urbanas evangelismo 728x90

 

pergunta biblica estudo capa a capa w500