Campanha de audição da Bíblia evidencia ausência do hábito de leitura entre brasileiros

Concebida para estimular a audição e reflexão sobre a mensagem bíblica, a campanha da Sociedade Bíblica do Brasil “É tempo de ouvir a Palavra de Deus“, que está sendo lançada dias 19 e 20/5 em eventos no Rio de Janeiro e São Paulo, traz dados em sua fundamentação que só confirmam a urgente necessidade de mais educação de qualidade no Brasil.

Um texto de apresentação da campanha, assinado pelo diretor executivo da entidade, Rudi Zimmer, informa: "Pesquisas apontam que 74% dos brasileiros entre 16 e 64 anos não serão alcançados pela Bíblia no formato impresso porque não sabem ler ou porque entendem muito pouco do que leem. Outro dado impressionante, divulgado em 2008 pelo Instituto Pró-Livro, revela que a Bíblia, embora seja o livro preferido dos leitores brasileiros, é lida com frequência por menos de 2,5% da população do país".

A campanha da SBB se estende ao longo do biênio 2009-2010 e pretende atingir cerca de 10 milhões de pessoas, chamando a atenção para a necessidade de se reservar um tempo diário de comunhão com a mensagem bíblica. “O apelo da campanha pode ser resumido em atenção, reflexão e coração aberto. Porque não basta ler ou ouvir a Palavra de Deus, é preciso refletir sobre ela, entender e aplicar seus ensinamentos no dia a dia”, destaca o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert.

O lançamento nacional da mobilização acontece no Rio, no dia 19 de maio, no Guanabara Palace Hotel, e em São Paulo, no dia 20 de maio, na Fecomércio – Teatro Raul Cortez, das 19 às 22h.

As principais ferramentas da campanha serão as gravações do Novo Testamento, em formato MP3, na Nova Tradução na Linguagem de Hoje e na tradução de Almeida Revista e Atualizada, respeitando as preferências de cada público e dando a oportunidade a quem já ouviu uma versão também ouvir a outra. A SBB incentivará, paralelamente, a formação de grupos de audição da Bíblia nas igrejas, nos seminários teológicos, nas casas das famílias, no trabalho, em hospitais, quartéis, presídios, comunidades terapêuticas, casas de repouso e em ambiente escolar.

A meta, em dois anos, é formar 300 mil grupos de audição. A SBB argumenta que a audição resulta "em benefícios culturais e sociais". Explicam: "Na área cultural, pode-se destacar que ouvir é um estímulo à leitura, favorece o aprendizado, enriquece o repertório cultural e estimula a alfabetização. Promove, ainda, o resgate da arte milenar de se contar e ouvir histórias que, por muitos séculos, foi responsável pela transmissão da cultura e informação e, até hoje, é praticada em todo o mundo. Como benefício social, a audição de um texto em grupo favorece a socialização do indivíduo e estimula a construção de relacionamentos".

Leia mais sobre a fundamentação da campanha “É tempo de ouvir a Palavra de Deus“, da Sociedade Bíblica do Brasil.

Atualizada: Sábado, 20 Setembro 2014 10:20

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.