Debate sobre novo estatuto dos povos indígenas indica abertura para sugestões da Igreja

O anteprojeto do Estatuto dos Povos Indígenas deverá ser concluído até abril do próximo ano. A idéia é que a Comissão Nacional de Política Indigenista (CNPI) promova oficinas regionais para discussão direta da proposta com os indígenas de todo o país. A Igreja cristã não pode se omitir e deve encontrar espaço para se manifestar. A reunião da CNPI de 10/11 continuou o debate sobre a lei para a criação do Conselho Nacional de Política Indigenista, cuja prioridade será aprovar o Estatuto dos Povos Indígenas em substituição ao Estatuto do Índio (1973). A proposta de novo estatuto tramita no Congresso Nacional há mais de 15 anos. Além do anteprojeto, a comissão discute a indicação de um nome do Brasil para o cargo de relator dos povos indígenas na Organização das Nações Unidas (ONU) e a realização de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) que afetam as comunidades indígenas. Outra discussão é a "agenda social" dos povos indígenas, lançada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Amazonas, que prevê investimentos de R$ 305,7 milhões no período 2008-2010. A Comissão Nacional de Política Indigenista reúne-se a cada dois meses. Foi criada em 22 março de 2006 por meio de decreto presidencial e efetivada em 19 de abril deste ano. A comissão é presidida por Márcio Meira, presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai). Além de 12 representantes do governo, têm direito a voto na comissão dez lideranças indígenas de todas as regiões do país e dois representantes de organizações indigenistas. Fonte: Rádio Nacional da Amazônia

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.