11 Desafios à Espiritualidade Cristã (e as 6 formas de superá-los)

O Sentido da Espiritualidade Cristã O Sentido da Espiritualidade Cristã

Uma obra que vale a pena ler é o livro do pastor Ricardo Barbosa, “O Caminho do Coração”, publicado, em 2004, pela editora Encontro Publicações, com o subtítulo "Ensaios sobre a trindade e a espiritualidade cristã", e, em 2017, pela Editora Ultimato, e algumas mudanças, inclusive, na chamada de capa, que passou a ser: "O Sentido da Espiritualidade Cristã". A obra lança um desafio aos cristãos: “buscarmos uma espiritualidade que nasce em Deus, se firma nas Sagradas Escrituras e no testemunho de alguns pais da igreja, e toma forma na vida cotidiana”.

Listamos a seguir alguns dos grandes desafios da espiritualidade (clássica e devocional) para os cristãos do século 21:

  • Vencer a apatia espiritual;
  • Ter integridade e coerência entre nossas convicções e a vida;
  • Aproximar a teologia e a oração;
  • Amar a Deus com a mente e o coração;
  • Manter o foco numa espiritualidade cristã e bíblica;
  • Reconhecer a centralidade da cruz;
  • Trilhar o caminho da obediência ao Senhor;
  • Amar os inimigos e orar por eles;
  • Querer ser o menor e o servo de todos;
  • Aceitar o caminho de Cristo;
  • Viver uma espiritualidade verdadeira.

No livro, Ricardo Barbosa busca apresentar “a natureza da vida cristã a partir das experiências mais comuns e ordinárias da vida, muitas vezes inspirado na sua vivência como pastor”. Consegue se inspirar “no legado deixado pela história da igreja que nos convida a um relacionamento pessoal com Deus, aprendendo com a amizade entre Deus Pai, Filho e Espírito Santo”.

O autor é presidente do Centro Cristão de Estudos, coordenador do Projeto Emaús e Vocatio, e pastor na Igreja Presbiteriana do Planalto, em Brasília, DF. Estudou no Regent College, em Vancouver, Canadá, e foi presidente da Fraternidade Teológica Latino-Americana. Outros livros de sua obra são: "Pensamentos Transformados, Emoções Redimidas" e "A Espiritualidade, o Evangelho e a Igreja".

O leitor poderá notar durante a leitura que “a imersão do autor na cultura contemporânea propõe uma espiritualidade vivida em todas as esferas da vida pós-moderna”.

Sobre a maneira como o autor aborda o tema, disse seu amigo e companheiro de jornada, Pr. Valdir Steuernagel, também com extrema riqueza espiritual (leia o que citaremos agora com atenção!):

"Ricardo Barbosa nos alerta para o grande desafio que esse tempo representa para a identidade da igreja.

Vamos, aos poucos, perdendo nossa capacidade de relacionamento verdadeiro, honesto, sincero; nossas alianças se fragilizam sob o peso das ressalvas privatizadoras. Nosso Deus se torna distante e discreto.

Numa palavra, um deus ligth. Baixos teores de religiosidade, é o que nos resta. Como reflexo horizontal, vai-se a proximidade, vai-se o calor, vai-se a afetividade, a emoção, a profundidade. Vai-se a vida interior. Vai-se, com isso, toda a possibilidade de verdadeira comunhão. Como recuperar esse cerne do evangelho? Como recuperar a profundidade de vida contida na capacidade de desenvolver relacionamentos amorosos, profundos, duradouros, estáveis e significantes, com Deus e com os irmãos?

Como evitar que nossa vida se transforme em mais um subproduto sintético e padronizado, da sociedade-supermercado em que nos transformamos? É justamente aí que Ricardo pretende trabalhar. Ele nos propõe, a nós, igreja do terceiro milênio, um mergulho nas profundidades abissais de nossos mais secretos anseios de vida e de Deus. E nos oferece, ao resgatar valores das tradições cristãs mais antigas, caminhos para chegar lá.

A redescoberta da espiritualidade é um dos sinais do nosso tempo. Sinal de protesto, de cansaço e esperança. Protesto contra a própria declaração de "autonomia" do ser humano. Cansaço de um materialismo que tornou a vida com Deus, consigo mesmo e com o outro.

Esta espiritualidade dos nossos dias caminha em várias direções, da pirâmide, ao guru oriental. Cabe a igreja, como encarnação e atalaia do evangelho, apontar para um caminho confiável nessa busca por sentido, e significado na vida. Esse caminho, como veremos neste impressionante livro, intitulado o Caminho do Coração, nos leva em direção a trindade Pai, Filho e Espírito Santo e ao nosso próprio coração.

Bem-Aventurados são os que se colocam no caminho desta espiritualidade da trindade, que acaba sendo a espiritualidade do coração."

Espiritualidade Cristã também é tema constante da obra de Richard J.Foster

Na coletânea "Clássicos Devocionais - 52 leituras dos principais autores sobre renovação espiritual", Editora Vida, Foster e o outro organizador, James Bryan Smith, falam da necessidade de resgate dos termos "clássico" (tão renegado por aqueles que acham que só o que é recente tem validade e relevância) e "devocional" (preconceituosamente tratado por quem acha que é fuga da realidade e hábito relacionado a algum tipo de omissão prática).

As 6 partes do livro e da vida espiritual (antes tem uma parte preparatória) coincidem com as seis principais tradições, cada uma representando uma "dimensão vital da espiritualidade cristã".

  • a vida de oração (tradição contemplativa);
  • a vida íntegra (de santidade);
  • a vida no poder do Espírito (tradição carismática);
  • a vida compassiva (da justiça social);
  • a vida centrada na Palavra (tradição evangelical);
  • a vida sacramental (tradição de mesmo nome).

Cada parte é como se fosse a "obtenção de uma dieta equilibrada de nutrientes espirituais" para uma visão equilibrada da fé e da vida.

Outro livro de Foster que aponta o caminho do crescimento espiritual é "Celebração da Disciplina", também pela Editora Vida. Nele, o autor fala das disciplinas como três movimentos do Espírito Santo, contribuindo para uma vida espiritual equilibrada. "As disciplinas interiores levam os famintos de Deus a uma transformação genuína. As disciplinas exteriores são um reflexo das prioridades do Reino de Deus em seus filhos. As disciplinas comunitárias lembram-nos de que é na comunhão entre os cristãos que nos aproximamos mais de Deus".

Atualizada: Quinta, 06 Dezembro 2018 21:49

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.