Dez sugestões para o trabalho com terceira idade na igreja

  • Por Lenildo Medeiros
  • Publicado em terceira idade
  •  
Sugestões para trabalhar com terceira idade na igreja Sugestões para trabalhar com terceira idade na igreja

O Dia Internacional do Idoso (1 de outubro) é motivo de divulgação de artigos e reportagens especiais sobre estatísticas, legislação, iniciativas exemplares, desafios e perspectivas do tema. Aproveitar essas ocasiões para fazer um balanço do que é dito e dali tirar lições para o serviço cristão é um de nossos objetivos editoriais. Por isso, relacionamos a seguir o resultado de nossas leituras de matérias do Dia especial do idoso: Dez sugestões para aqueles que atuam em ministérios cristãos de apoio à terceira idade na igreja e na comunidade onde ela está inserida.

1) Promova atividades lúdicas, descontraídas e prazerosas, interna e externamente ao ambiente do templo, para grupos de pessoas idosas, tais como passeios pelo bairro, excursões e viagens de turismo, gincanas, eventos de dança de salão, pintura ou teatro.

2) Aprenda tudo sobre o Estatuto do Idoso, ensine às famílias os seus direitos e cobrem juntos das autoridades públicas o cumprimento da lei. Por exemplo, especialize-se na orientação às famílias sobre como obter seus direitos a atendimento médico e hospitalar tanto pelo SUS (rede pública) quanto nos planos de saúde. Leia tudo que puder e consulte especialistas. Lembre-se também do direito à alimentação. E procure entender o máximo de benefícios de aposentadoria e pensão, e de como ajudar o idoso a legitimamente conquistá-los. Sempre com o objetivo de saber como aconselhar as pessoas para fazerem valer seus direitos.

3) Desenvolva campanhas de conscientização para ajudar pessoas a identificarem e denunciarem violência e maus-tratos contra a pessoa idosa, e encaminharem as vítimas ao caminho da superação dos traumas.

4) Estimule a todos que convivem com idosos, e às próprias pessoas desta faixa etária, a promoverem a independência e a auto-estima desses indivíduos. Reflita sobre a Declaração dos Princípios para os Idosos das Nações Unidas (ONU), de 1982: I - Independência: os idosos devem ter acesso à comida, abrigo e cuidados médicos e ter oportunidade de trabalho e estudo na velhice; II - Participação: os idosos precisam permanecer integrados à sociedade; III - Bem-estar: os idosos precisam da proteção da sociedade e de contar com os serviços legais, como de assistência social e saúde; IV - Desenvolvimento: criar condições para que os idosos tenham acesso a recursos educacionais, culturais, religiosos e de recreação; V - Dignidade: os idosos necessitam da garantia de viver dignamente e em segurança, livres de explorações, discriminação e maus tratos.

5) Convide especialistas para palestras sobre as transformações físicas e emocionais que costumam atingir progressivamente as pessoas após os 60 anos. Ensine noções de cuidado no asseio cotidiano, nutrição e alimentação da pessoa idosa, chame a atenção para os perigos das quedas e outros tipos de acidentes.

6) Fale da importância da espiritualidade e da religiosidade. Exponha preceitos bíblicos que conduzem a um envelhecimento saudável.

7) Acompanhe e auxilie de perto os filhos no cuidado com os pais em sua velhice. Como diz Marleth Silva no Manual do Cuidador da Pessoa Idosa: “Muitos brasileiros estão enfrentando sozinhos as dificuldades trazidas pela velhice dos pais. Este isolamento tem um preço alto: por desconhecerem a realidade comum a todos os cuidadores, sofrem por coisas que não deveriam fazê-los sofrer. É um mundo de dor solitária e desnecessária”.

8) Preocupe-se com as questões de acesso, inclusive aos ambientes de oração e estudo bíblico. Lembrando, por exemplo, que escadas demais atrapalham. Ofereça um serviço de transporte gratuito para levá-los à igreja e de volta pra casa, assim como esteja disponível para socorrer numa emergência de saúde ou em outro tipo de necessidade especial. Visite pacientes e apóie regularmente abrigos, clínicas e hospitais geriátricos. E também é fundamental facilitar o acesso na questão educacional. Sempre procure currículos, metodologias e material didático e programas de educação cristã adequados aos idosos. Exemplo: publicações que facilitem a leitura, considerando a natural redução da capacidade visual.

9) Ensine a usar o computador através de cursos especiais para idosos. É preciso integrá-los cada vez mais à vida moderna.

10) Lembre aos filhos e netos o mandamento bíblico de “honrar pai e mãe”, fale da importância de respeitar os mais velhos e de dar ouvidos à sua sabedoria. (Por Lenildo Medeiros)

Atualizada: Domingo, 13 Janeiro 2019 13:27

Pin It

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.