ONU lança relatório sobre violações de direitos humanos no Congo

O Alto Comissariado para os Direitos Humanos das Nações Unidas (ACNUDH) está lançando um relatório sobre as graves violações aos direitos humanos que ocorreram na República Democrática do Congo (RDC) entre 1993 e 2003. O documento, que está disponível na Internet, segundo a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, é o resultado de uma pesquisa cobrindo 10 anos de estudo em todo o território da RDC. Ele descreve um total de mais de 600 incidentes na República Democrática do Congo, entre 1993 e 2003, no qual centenas de milhares de pessoas foram mortas ou feridas, incluindo um grande número de mulheres e crianças. Mais de 1.280 testemunhas foram entrevistadas para confirmar ou negar supostas violações, incluindo incidentes não-documentados, e mais de 1.500 documentos foram coletados e analisados durante os dois anos necessários para que o relatório fosse escrito. 

Seu objetivo é "formular uma série de opções com o objetivo de ajudar o Governo da RDC na identificação adequada de mecanismos da justiça transicional para lidar com o legado destas violações, em termos de verdade, justiça, reparação e reforma".

 

Leia abaixo um texto preliminar do Relatório em francês (arquivo PDF).

 

Fonte: Centro de Informações das Nações Unidas

Atualizada: Terça, 04 Outubro 2011 16:18

Pin It

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.