Remédios mais importantes para mulheres e crianças na gravidez, no parto e primeira infância

  • Por Lenildo Medeiros
  • Publicado em saúde
  •  

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou nesta segunda-feira, 21, uma lista de 30 remédios prioritários para preservar a vida de mulheres e bebês na gravidez e no parto, e das crianças na primeira infância, até os cinco anos. Segundo o comunicado, "o acesso a medicamentos adequados é vital para alcançar as metas de saúde global. Mais de oito milhões de crianças menores de cinco anos continuam a morrer anualmente de causas como diarréia, pneumonia e malária. Estima-se que 1.000 mulheres morram diariamente devido a complicações durante a gravidez e o parto. Quase todas essas mortes ocorrem em países em desenvolvimento e a grande maioria pode ser prevenida quando medicamentos corretos estão disponíveis nas suas devidas formulações e são prescritos e utilizados corretamente".

A lista foi feita por especialistas que tomaram como base os mais recentes documentos e manuais da OMS sobre o tema. Os seguintes exemplos de complicações e da ação corretiva dos medicamentos foram mencionados:


"As hemorragias ou sangramentos graves são a principal causa de morte materna. Podem matar uma mulher saudável dentro de duas horas após o parto. Uma injeção de oxitocina logo após o parto pode parar o sangramento e fazer a diferença entre a vida e a morte. Outros medicamentos da lista para as mães são para tratar infecção, pressão alta e doenças sexualmente transmissíveis, bem como medicamentos para prevenir o nascimento prematuro. Todos os anos, a pneumonia mata cerca de 1,6 milhão de crianças menores de cinco anos, mas o tratamento com antibióticos simples poderia evitar cerca de 600.000 mortes. Melhorar o acesso a Sais de Reidratação Oral (SRO) e comprimidos de zinco pouparia muitos dos 1,3 milhão de crianças que morrem anualmente de diarréia. As doses apropriadas as combinações certas de anti-maláricos e anti-retrovirais são essenciais para reduzir o número de mortes e o sofrimento infantis por causa da malária e doença relacionada à Aids".

A diretora do departamento de saúde de grávidas, recém-nascidos, crianças e adolescentes da OMS, Dra Elizabeth Mason, explicou que um dos objetivos da lista é convencer os governantes de que precisa priorizar e tornar disponível a todas as pessoas estes remédios. E mencionou o caso da África onde, por exemplo, menos da metade dos pontos de distribuição de medicamentos oferecem sais de reidratação, e onde o zinco é mais difícil ainda de ser encontrado, deixando muitas crianças com diarréia sem tratamento. Outro exemplo, mais geral, é a falta de medicamentos específicos para crianças, tendo como consequência uma grande necessidade de adaptação de remédios para adultos. Isto gera problemas como dosagens imprecisas e dificuldades de ingerir por causa do gosto ou do cheiro, e as vezes, até, quando não se tem a ideia de dissolvê-lo, pelo tamanho de um comprimido.

"Os medicamentos produzidos na forma líquida são mais caros do que os comprimidos ou aqueles em pó e também são mais difíceis de empacotar, armazenar e transportar, devido ao volume, peso e necessidade de refrigeração. A lista que elaboramos diz exatamente o que os fabricantes devem estar produzindo para atender às necessidades dos países", disse o Dr. Hans V. Hogerzeil, diretor do departamento da OMS para medicamentos essenciais e políticas farmacêuticas.

Veja abaixo o link para a lista (em inglês) de 30 medicamentos prioritários para a saúde da mulher e do bebê na gravidez e no parto, e da criança até os 5 anos.

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.