Animação infantil recebe verba do BNDES

Para fortalecer a indústria brasileira de produção audiovisual e dar sequência ao seriado de animação que apoiou, em 2009, na primeira temporada da série Escola Pra Cachorro, com 23 episódios, exibida na TV brasileira com recordes de audiência, o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), vinculado ao governo federal, aprovou financiamento de R$ 3,5 milhões para a produtora Radar Cinema e Televisão Ltda, de São Paulo, produzir a segunda temporada desta série de animação infantil, em coprodução com a empresa canadense Cité-Amérique. A notícia foi divulgada pelo banco na sexta, 7/1, e pode servir de estímulo, de exemplo e para aprendizagem de como obter recursos, a futuros e talentosos empreendedores na área de animação.
A série Escola Pra Cachorro é composta de 26 episódios de onze minutos de duração cada um. A operação foi aprovada no âmbito do Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura (Procult). Do valor total aprovado, R$ 1,5 milhão será na modalidade não reembolsável, prevista pela Lei do Audiovisual.

 

A produção nacional de obras de animação encontra-se em fase de consolidação, buscando inserir-se em um mercado ainda dominado por produções estrangeiras. Além do potencial de exportação das obras, é possível gerar receitas com licenciamento. Apesar de ser um mercado novo para o Brasil, já existem alguns exemplos de sucessos nacionais. Atualmente, há três séries de animação brasileiras em exibição em canais de TV aqui e fora: além de Escola Pra Cachorro, estão no ar Peixonauta(TV Pinguim) e Meu Amigãozão(2D Lab).

 

A coprodução de Escola Pra Cachorro com o Canadá assegura potencial de vendas no mercado externo. A Cité-Amérique é uma das companhias líderes em produção audiovisual e de animação no mercado canadense. Esta segunda série já conta com exibição garantida na televisão brasileira aberta e por assinatura pela pré-venda da obra para a TV Cultura e Nickelodeon. A Nickelodeon tem prioridade de exibição na TV por assinatura no Brasil, na América Latina, no Caribe e no México.

 

Trata-se de obra audiovisual realizada por meio da tecnologia digital 2D em HD (alta definição). Voltado para crianças de 3 a 6 anos, o seriado conta a história de Lucas, Lili, Koda, Suki e Pedro, que vão todas as manhãs para a escola, onde brincam, aprendem e vivem aventuras. Com foco na temática da diversidade cultural, a série tem viés educativo, na medida em que busca mostrar as diferenças entre indivíduos como enriquecedoras.

 

A caminhada de um profissional para conquistar verbas e ver seus desenhos animados nas telas tem que começar com os primeiros passos. Informação com certeza é um deles. Se estiver pensando em arriscar uma proposta, além de estar com a Lei do Audiovisual na ponta da língua, conheça as instruções e o regulamento de 2010, para aprender os principais passos enquanto espera, por exemplo, a próxima Seleção Pública BNDES Cinema.

Pin It

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.