Megaempresário é criticado por proposta de política global de controle de natalidade

O fundador da CNN, Ted Turner, pediu aos líderes mundiais no domingo, 5/12, para enfrentar a crise do aquecimento global, reduzindo drasticamente o número de pessoas no planeta. Para ele, o próprio futuro da humanidade estava em jogo e é necessária a adoção imediata de uma política global de filho único, de controle da natalidade. Ressaltou que não estava propondo que uma gravidez não planejada fosse vista como um ato criminoso, e muito menos que as mulheres que violassem a política fossem obrigadas a realizar abortos e esterilizações. Mas defendeu a atuação da China nesta área, dizendo que eles também não agem assim. O presidente do Population Research Institute (Instituto de Pesquisas Populacionais), Steven W. Mosher, discorda.

Mosher critica duramente Turner afirmando que essa abordagem do problema feita pelo megaempresário é absurda. “Em seu pânico sobre o aquecimento global, Turner, aparentemente, não está muito distante do controle populacional forçado da China, em que a polícia de controle populacional prende, sim, as mulheres pelo crime de estarem grávidas, sem julgamento, considera as crianças ilegais, e as força a abortar”. Mosher diz que o “voluntarismo” para programa de controle da população simplesmente não existe.

 

"A política só é voluntária até que alguém se recusa a se submeter à faca. Nesse momento, o pretexto de “voluntarismo" é abandonado, as ameaças começam, e esterilizações forçadas acontecem. CNN relatou histórias assim, conclui Mosher, "mas, aparentemente, Ted Turner não assiste nem a rede de notícias que ele fundou”.

Atualizada: Domingo, 20 Julho 2014 00:46

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.