Até o momento, só há acordo para 28% do documento final da Rio+20

rio-plus-20-Nikhil-Seth-third-day-wDuas notícias preocupantes foram dadas na coletiva de imprensa da Rio+20 na tarde desta sexta-feira, 15/6, no Pavilhão 3 do Riocentro pelo Chefe do Escritório do Secretariado da Rio+20, Nikhil Seth. A primeira é que até agora os negociadores dos países membros chegaram a apenas 28% de consenso em torno do documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). A segunda é que, embora até o final do dia ainda serão feitas novas tentativas de avanço, já ficou decidido que questões sensíveis (e cruciais!) como o fundo para financiar a economia verde e o fortalecimento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) só serão acordadas com os Chefes de Estado e de Governo, de 20 a 22 de junho. Na entrevista realizada no primeiro dia da Rio+20 (13/6), o Secretário-Geral da conferência, Sha Zukang, já demonstrava estar percebendo alguma dificuldade no andamento dos trabalhos: "A Rio+20 é um evento histórico. Isso fica evidente quando vemos o número total de participantes, o alto nível de compromisso dos representantes da sociedade civil – os Major Groups -, a dedicação do país anfitrião, a seriedade das negociações e os temas que estão sendo discutidos. O mundo está nos olhando e não podemos decepcioná-lo", afirmou Zukang.

No documento obtido neste terceiro dia de reunião preparatória, o "princípio das responsabilidades comuns, mas diferenciadas" está entre colchetes, mas não há referência a cifras específicas. Em documentos diplomáticos, estar entre colchetes significa que os termos ainda seguem em discussão. O representante da ONU tentou demonstrar positividade: "Nenhum dos termos [do documento final] está bloqueado. Há um senso de otimismo e o maior inimigo é o tempo", disse Seth.

Ouça o áudio da entrevista, na íntegra, aqui.

Atualizada: Sábado, 16 Junho 2012 10:36

Pin It

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.