Meio Ambiente: Blog do Fórum Social 2010 divulga síntese de especialistas sobre agenda e conjuntura mundial

Uma síntese da discussão do Fórum Social Mundial (FSM), em Porto Alegre, sobre “A Conjuntura ambiental hoje” é divulgada no site do movimento. Dizem lá: “Na primeira edição do FSM, há 10 anos, o tema meio ambiente passava longe da maior parte das discussões. O agravamento das mudanças climáticas, no entanto, colocou o assunto como um dos principais desafios para os movimentos sociais, já que os mais pobres serão os mais atingidos pelo problema”. Os especialistas fizeram um diagnóstico unânime: “a crise ambiental foi causada pelo modo de produção e consumo capitalistas e não há como resolvê-la se não houver uma ruptura com o atual sistema, que mantém uma relação puramente mercantilista com a natureza, incluindo a exploração do homem”. Os participantes da Mesa foram: Roberto Espinoza – Fórum Crise de Civilização (Peru); Hildebrando Vélez Galeano – Amigos de la Tierra (Colômbia); Adriana Mezadri, Moovimento das Mulheres Campesinas; Antonio Marcos Muniz Carneiro, UFRJ; e Nicola Bullard, Focus on the Global South (Tailandia) Leia mais aqui.

Pin It

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.