Assassinatos no Afeganistão: Inaceitáveis protestos para um estúpido ato

 

Os inaceitáveis protestos de muçulmanos radicais do Afeganistão contra o estúpido ato de um pastor evangélico fundamentalista norte-americano já causaram dezenas de mortes, entre eles alguns funcionários da Organização das Nações Unidas em missão de paz naquele país. A Aliança Evangélica Mundial divulgou, na sexta-feira, 1, nota repudiando os acontecimentos. Leia, na íntegra.

 

“A Aliança Evangélica Mundial (WEA, de World Evangelical Alliance) condena os assassinatos de trabalhadores das Nações Unidas no Afeganistão e as ações de Terry Jones

 

“Com veemência, a Aliança Evangélica Mundial condena os assassinatos sem sentido dos trabalhadores das Nações Unidas no Afeganistão por parte daqueles que estavam protestando contra a queima do Alcorão por Terry Jones.

 

“Geoff Tunnicliffe, secretário-geral da WEA, falando em nome de 600 milhões de cristãos, disse: “Não importa o quanto nós discordamos e abominamos as ações de Jones, responder com violência nunca pode se justificar”. Tunnicliffe também está preocupado com outros atos de violência que ocorreram desde a queima do Alcorão. “Estamos profundamente entristecidos pelos ataques contra igrejas no Paquistão e as agressões contra os cristãos”.

 

“A Aliança Evangélica Mundial ressalta que Jones, que opera num pequeno grupo marginal, não representa os ensinamentos do Cristianismo e da Igreja Cristã. A Aliança já havia condenado em março as ações deste pequeno grupo responsável por queimar o Alcorão e, desde então, tem estado em contato estreito com líderes muçulmanos nos EUA sobre esta matéria. A WEA acredita que nenhum livro de qualquer comunidade de fé deva ser queimado ou profanado de forma alguma. A WEA também convida a todos os cristãos que se abstenham de atividades desrespeitosas e provocativas contra as outras religiões.

 

“A WEA está solicitanto aos líderes muçulmanos que conclamem suas comunidades a colocar um fim nesta violência. A WEA também está dizendo aos líderes muçulmanos que urge explicar claramente aos seus seguidores que as ações desse grupo extremista minúsculo que queimou o Alcorão são absolutamente condenadas pelos cristãos em nível mundial – e que esta ação não representa a verdadeira fé cristã dos dois bilhões de cristãos no mundo.

 

“A WEA manifesta suas sinceras condolências às famílias dos funcionários da ONU mortos neste ataque. E também convida sua comunidade global para orar pela paz e pelo fim de toda esta violência.”

 

Outra que fez pronunciamento sobre os mesmos trágicos acontecimentos foi a Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos. A nota foi divulgada no dia 2, logo depois do texto da WEA, e segue na mesma direção. Nela, o presidente Barack Obama diz: “A profanação de qualquer texto sagrado, incluindo o Alcorão, é um ato de extrema intolerância e fanatismo. No entanto, atacar e matar pessoas inocentes em resposta a isto é escandaloso, e uma afronta à decência e dignidade humanas. Nenhuma religião tolera o abate e a decapitação de pessoas inocentes, e não há nenhuma justificativa para tão desonroso e deplorável ato”.

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.