nova chance de vencer - como definir metas que funcionam

Saúde pública terá que investir em prevenção para lidar com o boom da população idosa

Estimativas apontam que, em 40 anos, o número de idosos vai triplicar, alcançando quase 30% da população brasileira, o que significa uma maior demanda por recursos de saúde e medicamentos. Para assegurar o atendimento de saúde deste grupo em expansão será necessário um aprimoramento nos serviços e uma alteração nas políticas de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). É o que aponta o farmacêutico André de Oliveira Baldoni, pesquisador responsável por um estudo que analisou a realidade de 1000 idosos atendidos pelo SUS, de novembro de 2008 a maio de 2009, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

“Se hoje já temos enormes filas de espera e muitas vezes o mau atendimento, a perspectiva para o setor de saúde nas próximas décadas, caso não haja um planejamento imediato, para atender a demanda crescente, só tende a piorar”, diagnostica o farmacêutico, que apresentou sua pesquisa junto à Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP. Segundo dados de 2008 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) existem no Brasil 21 milhões de pessoas com 60 anos ou mais.

 

Continue lendo na fonte original, a Agência USP, algumas sugestões do pesquisador para a melhoria da qualidade de vida dos idosos.

Atualizada: Sexta, 28 Janeiro 2011 10:35
SOMA Notice / Nota da Soma

This site uses cookies to ensure the best experience. By continuing to use this website, you agree to their use. Learn more about our privacy policy. / Este site utiliza cookies para garantir a melhor experiência. Ao continuar a utilizar este website, você concorda com a sua utilização. Saiba mais sobre nossa política de privacidade.