Direitos Humanos, uma das praias do Cristianismo

O governo lançou um Plano Nacional de Direitos Humanos, tema que, se não é, deveria ser uma das praias mais frequentadas do Cristianismo (pra usar um termo apropriado ao verão e férias de alguns). A iniciativa federal mobilizou alguns dos grandes fazendeiros e latifunidários brasileiros, mas, desta vez, os endinheirados nem precisaram pressionar a mídia nacional (especialmente as grandes redes de TV e rádio) para manipular a opinião pública contra a iniciativa do governo e render o Poder público aos seus interesses privados, inclusive de proteção às terras improdutivas (este é o tema-chave que os incomoda, mas eles chamam de "crime de invasão de terras"), e tudo isso dito disfarçadamente, sob o pretexto de defender a economia e o "agronegócio".

E nem precisou pressionar a mídia porque boa parte dos donos de redes nacionais de TV também é proprietária de grandes fazendas e, pra ajudar ainda mais a "campanha", o texto do Decreto nº 7.037, de 21 de Dezembro de 2009, ameaça a autonomia dos veículos de comunicação em suas propostas editoriais monopolistas, o que também tem incomodado este outro poderoso grupo econômico, os donos da mídia. Para completar o quadro, o Plano menciona a revisão da Lei da Anistia e a instalação de uma Comissão da Verdade no Brasil, este sim um tema que deve ser pensado com muito cuidado, e que já provocou crise interna no governo. O Plano inclui um capítulo sobre "Garantia da igualdade na diversidade: construção de uma sociedade igualitária, proteção e promoção da diversidade das expressões culturais, valorização da pessoa idosa, proteção dos direitos das pessoas com deficiência e garantia da acessibilidade igualitária, garantia do respeito à livre orientação sexual e identidade de gênero, respeito às diferentes crenças, liberdade de culto e garantia da laicidade do Estado". Leia aqui a íntegra do Plano Nacional de Direitos Humanos. Afinal, esta deveria ser MESMO uma de nossas praias. (Por Lenildo Medeiros)

Atualizada: Domingo, 20 Julho 2014 22:30

Pin It

Se você gostou do que leu, queria sugerir três coisas:

1) Se quer que outros também sejam abençoados como você foi, compartilhe o link de acesso a este artigo nas suas redes de whatsapp, Facebook, Instagram etc... O link para que outros também leiam o que você leu e gostou está na barra de URL do seu navegador. Ou use um de nossos links de compartilhamento nesta página.

2) Se quiser acrescentar algo, elogiar, criticar ou tirar uma dúvida, deixe aqui no espaço para os comentários desta página mesmo. Ou entre em contato conosco.

3) Se quiser nos ajudar a continuar, uma das coisas que você pode fazer é visitar também um site de algum de nossos parceiros. Para isso, basta entrar lá através de nossas indicações nesta página, isto se você tiver algum interesse no que está sendo oferecido.

Seu apoio é de vital importância. E saiba que o que você fizer nos ajudará muito a manter esta obra funcionando.